Novo serviço de recuperação e retenção: DigiEnge inaugura categoria exclusiva no Hotmart

Novo serviço de recuperação e retenção: DigiEnge inaugura categoria exclusiva no Hotmart

A Hotmart possui um marketplace que visa ajudar agências e infoprodutores a encontrarem profissionais especializados para elevar seu negócio ou produto digital para um próximo nível. Na verdade, é uma proposta super inovadora que visa agregar ainda mais o serviço para experts do mercado.

 

A iniciativa de sugerir uma nova categoria partiu do meu sócio Lucas Gomes, quando não encontrou um dos serviços que decidimos finalmente oferecer para o mercado, conhecido como Recuperação. Na mesma hora ele comentou com a Camila Gori, nossa gerente na Hotmart e também com os responsáveis pela área no Hotmart, Aline Trindade e Arthur Guedes, os quais prontamente organizam uma call em que estive presente, e boom! A coisa aconteceu! Inauguramos uma categoria chamada Recuperação, que agora está aberta para qualquer empresa do setor no universo Hotmart.

 

Isso tudo aconteceu por que primeiro, somos parceiros de uma empresa que mesmo gigante, mantém a agilidade de uma startup, mérito com certeza da liderança, no caso João Pedro e board. Segundo, já nascemos inconformados. A DigiEnge já nasceu uma “não-agência”, reflexo do meu retorno a esse mercado digital após longos anos afastado. Por isso, hoje somos uma startup que desenvolve soluções que não só alavancam vendas, mas também ajudam e muito na retenção. E terceiro, mas não menos importante, o mercado está muito mais maduro e pronto.

 

Apenas 24 horas após o comunicado, no momento que a base de agências tomou conhecimento sobre o que fazíamos através da Hotmart, já houve o primeiro “match” (termo utilizado para definir ligação entre empresas), e já vamos conectar ao nosso sistema de mensageria e lançamento em grupos de whatsapp.  

 

A nova categoria é chamada de Recuperação porque assim o mercado conhece, mas o que fazemos de fato vai muito além de simplesmente recuperar. Até porque sou contra esse termo que vem do mercado corporativo, que significa recuperar dívidas perdidas, contratos atrasados, pessoas ou empresas em débito, ou seja, muito, mas muito relacionado a cobrança, e isso não fazemos de forma alguma. Mas, para efeito de entendimento desse serviço, decidi manter a nomenclatura, desde que junto venha seguida do nosso principal objetivo que é a retenção.

 

Digo que vai muito além de recuperação por que temos uma abordagem diferente por não vermos somente como um ticket a ser fechado, ou um boleto a ser pago, ou uma venda a ser efetuada, mas ajudar sinceramente o prospect na solução do problema dele que é solucionado ao produto ou serviço que está planejando adquirir.

 

Essa ótica amplia nosso campo de atuação, que deixa de ser somente no momento da compra em si mas também no pós-compra, conhecido como pós-venda.

 

E por uma razão muito simples, no meu modelo de negócio cobramos um setup fee simbólico, ou seja, um valor para subir a instância do cliente em nossa plataforma e um percentual sobre os valores das vendas realizadas por nossa equipe comercial, tudo com código de rastreamento.

 

E aqui está o nosso grande diferencial competitivo: nós só ganhamos pelas vendas de fato completas, e não as apenas realizadas, ou seja, mesmo após a “recuperação”, que não a vejo assim, ficamos, acompanhamos esse aluno até o dia 31 para que ele de fato engaje com seu projeto, produto, serviço ou somente aula.

 

Você pode perguntar: “Mas Evandro, por que vocês fazem isso? Não sai caro para vocês manter esse custo operacional por tanto tempo, já que o mercado concorrente normalmente ganha o percentual sobre o que é vendido? E se o aluno pedir reembolso no período, basta abater e pronto?”

 

Primeiro, para linkar o início de toda essa história, abrimos uma categoria na Hotmart e também vamos abrir uma outra categoria no mercado de infoproduto no Brasil que é o cuidado com o cliente, por que nosso foco foi, é e sempre será o pós-venda, o cliente, o sucesso dele, seu retorno, sua recompra, seu valor ao longo de um determinado tempo e a sua experiência memorável. E isso não tem preço, vale mais do que qualquer ticket. Por isso digo que não fazemos “recuperação”, acredito estar mais para a reconquista de alguém que tirou uma conclusão precipitada a teu respeito do que alguém que ia pagar algo e não pagou, concorda?

 

A nova categoria no mercado que se chama “client care” ou “cuidado com o cliente” e a DigiEnge tem o maior orgulho de já ter fincado sua bandeira desde 2019, ano do seu nascimento.

 

Preciso confessar aqui que tudo isso só foi possível graças às minhas frustrações como programador com uma intermediadora de pagamentos em 2009, quando eu vendia e-book e tinha que ficar literalmente de plantão sábado, domingo e feriado para não perder nenhuma venda. E por que? Por que todo mundo na época comprava produto físico com a intermediadora e sempre me pediam código de rastreamento, sim acredite. Mas o trauma mesmo não era nem esse, era em pagar R$1,00 para testar a API com essa intermediadora.

 

Mas foi com esse código que anos depois integrei a PayPal e há 2 anos na Hotmart, na verdade que chamo de “São Gabriel”, resolvendo um dilema técnico que eu sofria há tempos também: abandono de carrinho! Me encaminhou para a solução mas o fato foi que resolveu! Daí para chegar ao sistema que temos hoje, que cuida dos clientes dos nossos clientes, foi um salto gigantesco.

 

E mais uma vez a Hotmart teve uma grande participação em tudo isso. Não a empresa em si mas a sua equipe, o espírito de CS forte arraigado na organização, quando uma das nossas gerentes na época, a também Camila (temos sorte com as Camilas rss), me ajudou com uma dúvida técnica hard do nosso lado.

 

Enfim, só gratidão a esse espírito colaborativo que só vai ajudar ainda mais o setor e com certeza muitos empreendedores pelo mundo.

 

Desde já, meu muito obrigado a toda equipe Hotmart que sempre nos apoiou e já já também seremos aportados, mas só para alavancar nossa operação e conseguir também ajudar mais pessoas.

Deixe uma resposta